ENDURO DE REGULARIDADE

REGULAMENTO COPA NORTE PR ENDURO F.I.M. 2017

COPA NORTE PR DE ENDURO F.I.M. 2017

 

WWW.COPANORTEPR.COM.BR

 

REGULAMENTO 2017

 

ART.01 - PROMOTORES E ORGANIZADORES:

As cidades de Prado Ferreira 05/03, Tamarana 17/05, Rolandia 10/07, Apucarana 06/08, Astorga 24/09, Jaguapitã 29/10, Arapongas 03/12, são as organizadoras das etapas da copa norte de enduro F.I.M. e a FPRM - FEDERAÇÃO PARANAENSE DE MOTOCICLISMO supervisiona as atividades motociclisticas na região, em conseqüência, elaboram o presente regulamento.

ART.02 - Este regulamento entrará em vigor a partir do momento de sua publicação e divulgação pelo site www.copanorterpr.com.br.

ART.03 - REGULAMENTO DO CAMPEONATO:

·         Para participar da copa Norte Pr de enduro F.I.M. será permitido o uso de motocicleta de procedência nacional ou importada, próprias de enduro, de MotoCross ou motocicletas de uso misto adaptadas para a modalidade;

·         É proibida a troca da motocicleta durante a prova;

·         Todas as provas deverão ser feitas em um dia, tendo em vista testar a resistência do conjunto piloto - motocicleta;

·         Será computado o resultado da prova com a respectiva pontuação, padrão F.I.M.

·         A participação de menores de idade será condicionada  a assinatura de termo de responsabilidade pelo pai ou responsável.

ART.04 - PONTUAÇÃO PARA O CAMPEONATO:

Os 20 (vinte) melhores pilotos classificados de cada categoria receberão os pontos conforme a colocação ao fim de cada dia da competição:

Para receber os pontos da etapa e da copa, o piloto terá que andar a volta experimental inteira, mais a primeira volta inteira valendo. Caso isto não ocorra o mesmo estará desclassificado.

 

01º Lugar - 25 Pts                     08º Lugar - 13 Pts                     15º Lugar - 06 Pts

02º Lugar - 22 Pts                     09º Lugar - 12 Pts                     16º Lugar - 05 Pts

03º Lugar - 20 Pts                     10º Lugar - 11 Pts                     17º Lugar - 04 Pts

04º Lugar - 18 Pts                     11º Lugar - 10 Pts                     18º Lugar - 03 Pts

05º Lugar - 16 Pts                     12º Lugar - 09 Pts                     19º Lugar - 02 Pts

06º Lugar - 15 Pts                     13º Lugar - 08 Pts                     20º Lugar - 01 Pts

07º Lugar - 14 Pts                     14º Lugar - 07 Pts

 

           Os pilotos organizadores de cada etapa receberão a pontuação de primeiro colocado – 25 pontos. O número de organizadores que pontuarão não poderá ultrapassar a 10 (dez) competidores. Os pilotos das diversas categorias que pontuam no campeonato devem participar da organização, devendo ainda estar presentes no dia da prova, o que será cobrado dos organizadores. Cada piloto poderá pontuar apenas uma vez como organizador. Também não será permitida a participação de pilotos que não integram a equipe organizadora.

NOTA IMPORTANTE: haverá um (01) descarte no campeonato. Será descartada a etapa com a menor pontuação durante o campeonato, mesmo que o piloto não tenha andado nela. Será obrigatório o pagamento antecipado ou mesmo até o dia da prova.

ART.05 - Ao final do campeonato, será proclamado campeão, o piloto que houver somado o maior número de pontos em cada categoria.

Obs: a última etapa na cidade de ARAPONGAS não pode ser descartada, portanto será obrigatório a participação dos pilotos, mesmo que pague e não vai na prova não será usado como descarte.

O critério de desempate para o campeonato é para o piloto que tiver mais vitórias. Persistindo o empate, a preferência será  para o piloto que tiver mais segundos lugares, e assim por diante. Caso ainda persista o empate, a preferência será dada ao piloto mais bem colocado na última prova, e assim por diante em ordem inversa de prova.

No caso de empate na somatória de tempos durante uma etapa, terá preferência o piloto com o maior número de especiais com menor tempo. Caso persista, será considerado o menor tempo da última especial. Persistindo, a penúltima especial e assim por diante em ordem inversa das especiais.

OBSERVAÇÃO 1: Se um piloto mudar de categoria durante a copa, a sua pontuação acumulada até o momento não será considerada na nova categoria.

OBSERVAÇÃO 2: O campeão geral da Copa será o piloto que houver somado o maior número de pontos em todas as etapas, independente da sua categoria. Se um piloto mudar de categoria durante a Copa, não serão somadas as pontuações das categorias onde ele participou.

OBSERVAÇÃO 3: para o piloto pontuar na etapa o mesmo é obrigado a fazer a volta de reconhecimento mais a primeira valendo, portanto a volta de reconhecimento e a primeira valendo, no caso duas voltas, caso isso não aconteça o mesmo será desclassificado e soma zero pontos.

ART.06 - Todas as provas deverão ter um regulamento complementar em que deverá constar: Nome do diretor de prova, número de voltas e quilometragem, valor da inscrição, horário de largada do primeiro competidor, locais de largada e chegada e outras informações julgadas de relevância que forem necessárias para o bom andamento do evento.

ART.07 - O piloto que não guardar a moto no parque fechado estará desclassificado da prova.

ART.09 - DEVERES DO PILOTO: é dever de todos os pilotos nas competições manter o mais alto espírito desportivo para com os demais concorrentes, antes, durante e após a competição e respeitar todas as disposições constantes no presente regulamento e seus adendos, bem como as disposições do código brasileiro de desportos, código brasileiro de motociclismo e código nacional de trânsito. A documentação do piloto e da moto é de única e exclusiva responsabilidade do concorrente e ou piloto.

Código disciplinar:

- É dever de todo piloto quando participar de provas que circulem por vias públicas, portar seus documentos de identificação, bem como habilitação e documentação exigida por lei, respondendo as autoridades locais por seus atos e atitudes, não cabendo em hipótese alguma a responsabilidade aos organizadores ou entidades envolvidas.

- É dever de todo piloto dar passagem aos concorrentes que estiverem em condições de faze-lo e manter o mais alto espírito esportivo para com seus adversários antes, durante e depois da competição.

- Fica proibido aos pilotos que não participam da organização da prova em sua cidade, treinar no percurso por onde a prova ira ocorrer.

ART.10 – DEVERES DO ORGANIZADOR:

- disponibilizar no local da prova no mínimo uma ambulância (ideal duas) com motorista e socorrista (ideal presença de um médico).

- poderá mudar o percurso durante a prova se necessário, desde que se mantenha o mesmo percurso para toda categoria em andamento.

- deverá proporcionar aos participantes e público maior conforto possível durante o evento, premiação e almoço.

- alguns representantes da equipe organizadora são obrigadas a participar de uma reunião até a quarta feira antecedente a prova, para elaboração do Regulamento Suplementar e esclarecimentos sobre o sistema de apuração GPS, CHs e regulamento.

- é indispensável que a equipe esteja ciente de todos os artigos do regulamento e ter o regulamento em mãos no dia da prova.

- organizar um briefing com os pilotos no parque fechado 20 minutos antes da largada para esclarecimentos do regulamento e particularidades (perigos) da prova.

-OBS: Local fechado e adequado para a apuração da prova (energia elétrica ou gerador).

ART.10 – INSCRIÇÕES: Os valores das inscrições antecipadas serão regidas pelo sistema do site com valor de R$ 100,00 (cem reais) , acrescidos de centavos, conforme a ordem de inscrição para a identificação do piloto. Este pagamento deverá ser feito por depósito bancário em caixa atendimento pessoal ou transferência bancária ate sexta feira às 15 horas, antecedente a prova de acordo com o regulamento suplementar de cada etapa.

-obs: inscrições no dia do evento serão no valor de R$ 120,00 (cento e vinte reais) , na secretaria de prova.

-obs: a equipe organizadora de cada prova repassará R$ 10,00 por inscrição para a coordenação Copa Norte Pr de enduro F.I.M. 2016.

-obs: NA ETAPA de TAMARANA E APUCARANA, as categorias do Paranaense haverá alterações no valor das inscrições, por ser em conjunto com o Campeonato Paranaense de Enduro F.I.M.

ART. 11 – SORTEIO: terão direito ao sorteio de ordem de largada, as inscrições antecipadas confirmadas até sexta feira. O sorteio será realizado no sábado a tarde. Após o sorteio, serão disponibilizadas 6 vagas para cada categoria. Os pilotos que excederem a estas vagas, largarão ao final das categorias. Inscrições realizadas no dia do evento até as 9:30 horas.

-HORÁRIO DE LARGADA DA PRIMEIRA MOTO: 10:00 HORAS

OBSERVAÇÃO: as inscrições realizadas após este horário não participarão do sorteio de ordem de largada, sendo que estes pilotos largarão ao fim da 1ª volta de reconhecimento. Caso algum piloto já tenha finalizado a volta de reconhecimento, não será mais permitido a largada de novos inscritos.

ART.12 - Ficha de inscrição devidamente assinada somente pelos pilotos e entregue junto a organização no local da prova, os pilotos eximem a CBM, a Federação responsável, o clube organizador, os promotores e patrocinadores da prova, de toda e qualquer espécie de responsabilidade por danos que venha a causar ao terceiro e ou a si próprio, antes, durante e após o desenrolar da competição. As inscrições serão limitadas e definidas no regulamento complementar.

OBSERVAÇÃO: toda e qualquer despesa médico-hospitalar será de responsabilidade integral do piloto.

ART.13 - CIRCUITO: A soma das especiais e voltas deverá ter ao menos 45 minutos cronometrados. As provas devem ter preferencialmente especiais mais curtas e em maior número, sendo obrigatório 2 controles de horário. O tempo total para a etapa não poderá exceder a (05) cinco horas.

ART. 14 – PERCURSO / MARCAÇÃO: O percurso deverá ser marcado por setas indicativas de direção, sinal de confirmação de percurso, sinal de direção errada, tinta spray e bumpings.

A organização deverá ter cuidado para que não haja confusão de indicações.

Em áreas de difícil marcação poderão ser colocados bumpings indicativos do caminho;

Os pilotos devem seguir rigorosamente as leis de trânsito, nas áreas em que a prova transcorrer, sob pena de DESCLASSIFICAÇÃO.

-ART.15 - CATEGORIASCopa Norte Pr de Enduro F.I.M. 2017.

ENDURO 1 - Motos 2T até 150 cc. e 4T até 250 cc.

ENDURO 2 - Motos 2T acima de 151 cc. e 4T acima de 251 cc.

ENDURO 35 - Para pilotos acima de 35 anos (completados no ano)

ENDURO 45 - Para pilotos acima de 45 anos (completados no ano)

ENDURO 4 - Motos nacionais (Força Livre exceto DR e KTM montada na zona franca de Manaus)

ENDURO 5-A Motos importadas iniciantes

ENDURO 5-B Motos nacionais iniciantes

- obs: devido a dificuldade de se saber se um motor teve suas características alteradas ou não, as motos serão enquadradas nas categorias equivalentes a sua cilindrada original.

ART.16 - PREMIAÇÕES: Serão premiados com troféus no mínimo os 05 (cinco) primeiros lugares de cada categoria. No final da classificação da COPA NORTE PR DE ENDURO F.I.M., haverá premiação para os 05 (cinco) primeiros colocados de todas as categorias.

ART.17 - VISTORIA: A vistoria será feita no dia e horário designado no regulamento suplementar da prova, de forma a assegurar a identificação do piloto e o enquadramento da moto na devida categoria. 

OBSERVAÇÃO: Equipamentos obrigatórios na vistoria: Equipamentos de proteção;

ART. 18 - CONTROLE DAS MOTOCICLETAS: Os fiscais poderão, a cada controle, verificar a numeração de cada motocicleta. Se faltar uma numeração ou se existir uma duvida sobre a mesma, o fiscal responsável a este controle comunicará ao piloto o fato e apresentará relatório do mesmo ao Diretor de Prova. Se por ventura o piloto trocar de moto durante a prova será desclassificado da prova. Toda violação de numeração feita na motocicleta será considerada como infração e o piloto será desclassificado.

ART.19 - REPAROS E MANUTENÇÕES: Todo reparo e/ou manutenção nas motocicletas deverão observar os critérios s seguir:

·         O piloto poderá receber ferramentas em qualquer parte da prova.

·         Os reabastecimentos (gasolina e óleo) deverão ser feitas com o motor desligado.

·         É proibido ao piloto colocar, durante a prova, sua motocicleta em qualquer lugar fechado, tal como Vans, tendas fechadas, etc.

·         O piloto pode receber a qualquer tempo e lugar, câmaras de ar e cilindros de ar, que poderão ser trocados a qualquer tempo.

·         Em todos os CHs o piloto poderá receber auxilio mecânico, sendo liberado o numero de mecânicos para trabalhar na motocicleta, os mecânicos poderão efetuar qualquer manutenção nas motocicletas.

·         O não cumprimento de qualquer destes itens descritos acima, acarretará na desclassificação do piloto.

ART.20 - PARQUE FECHADO

·         Toda prova deverá ter uma área cercada e descoberta destinada ao Parque Fechado que abrigará as motocicletas após a vistoria até a largada e chegada.

·         As motos deverão entrar e sair do Parque Fechado desligadas.

·         Expressamente proibido fumar no Parque Fechado.

·         O não cumprimento de qualquer destes itens acarretará na desclassificação do piloto.

ART.21 - ÁREA DE LARGADA

·         É uma pequena área fechada localizada logo após o Parque Fechado, onde os pilotos aguardam o sinal de largada. Esta área contém uma linha de largada, e 20 (vinte) metros após a linha de largada, existe uma Segunda linha que deve ser cruzada pelo piloto e sua motocicleta, após o sinal de largada.

·         O piloto terá 1 (um) minuto para cruzar esta linha. É proibido ligar a moto até que seja dado o sinal de largada. A moto só poderá ser ligada pêlos meios normais (kick ou partida elétrica) sob pena de desclassificação.

ART.22 - PROCEDIMENTO DE LARGADA

·         Nos dias da prova, os pilotos podem entrar no Parque Fechado 05 (cinco) minutos antes de seu horário de largada, para se prepararem para levar sua motocicleta para a Área de Largada.

·         Seguindo a ordem de largada, o piloto deve se dirigir a linha de largada e aguardar o sinal de largada.

·         Após este sinal, o piloto terá 1 (um) minuto para ligar a moto e cruzar a linha de 20 (vinte) metros usando a propulsão do motor de sua moto. O piloto não é obrigado a estar na linha de largada na hora de largar, mas ele tem que ligar e cruzar a linha de 20 (vinte) metros antes de 1 (um) minuto.

·         Se o piloto chegar a linha de largada após 1 (um) minuto de atraso, perderá 60 (sessenta) pontos por minuto de atraso, e este novo horário será seu novo horário de largada, e a partir daí o processo de largada se inicia com o sinal de largada e o prazo de 1 (um) minuto para cruzar a linha de 20 (vinte) metros.

·         Se o piloto não cruzar a linha de 20 (vinte) metros até 1 (um) minuto, será penalizado em 20 (vinte) pontos. Se o motor morrer antes da linha de 20 (vinte) metros, o piloto deve religar a moto, e se cruzar a linha antes de 1 (um) minuto do sinal de largada, ele não será penalizado.

·         Se o piloto cruzar a linha de 20 (vinte) metros empurrando a moto perderá 10(dez) pontos. Portanto se houver dificuldade em ligar a moto, é melhor cruzar a linha de 20(vinte) metros empurrando e perder 10 (dez) pontos e tentar ligar a moto após a linha do que se atrasar e perder 20(vinte) pontos.

·         Serão aceitos outros procedimentos de largada desde que esteja de acordo a organização da prova com a diretoria da Copa Norte Pr de Enduro F.I.M.

ART.23 – ORDEM DE LARGADA

·         A ordem de largada será definida por sorteio na seqüência das categorias descritas no ART.15  DAS CATEGORIAS:

·         A largada das motos será realizada de 2 a 3 pilotos por minutos.

·         Se forem adotados, outros procedimentos de largada, não serão permitidos inversão da ordem do sorteio.

ART.24 - PERCURSO / MARCAÇÃO

·         O percurso deverá ser marcado por setas indicativas de direção, sinal de confirmação de percurso, sinal de direção errada e bumpings, conforme padrão exigido pela FPRM.

·         Em áreas de difícil marcação, poderão ser colocados bumpings indicativos do caminho.

·         Os pilotos devem seguir rigorosamente as leis de trânsito, nas áreas em que a prova transcorrer, sob pena de desclassificação.

ART.25 - CONTROLES DE HORÁRIOS (Chs)

·         Os controles de horários visam anotar o horário de passagem do piloto, desconsiderando os segundos. Estes controles devem ser colocados:

- Na saída da área de largada.

- Na entrada do Parque Fechado.

·         Um relógio oficial deve ser colocado no início da Área de Largada, para que os pilotos possam saber a hora de passagem deles, e uma placa com o número do CH deve ser colocada onde os pilotos possam ter visão.

·         A marcação do tempo será feita no momento em que o Comissário autorizar a largada. Os pilotos perdem 60 (sessenta) pontos por cada minuto adiantado ou atrasado.

·         O tempo máximo que um piloto pode se atrasar de seu tempo original é de 60 (sessenta) minutos. Os CHs contam desde a primeira volta.

·         Em caso de força maior (condições meteorológicas agravantes), o Diretor de Prova poderá mudar o horário previsto em um horário mais lento, antes da largada, ou antes, de cada volta.

·         Forfet – O piloto que completar 1% das especiais da prova, terá o direito de “forfetar” as especiais não completadas,  a ele será atribuído o tempo máximo de cada especial não completada (CT ou ET). Que será definido pela direção de prova, e constará  no regulamento particular, caso não esteja pré-definido, será usado 3 (três) vezes o melhor tempo da especial;  e  para os CH´s não registrados receberá o tempo máximo (30 minutos por CH).

ART.26 - LIMITE DE ATRASO: Um piloto que chegar ao controle horário mais de 30(trinta) minutos após sua hora inicial de largada prevista para a volta está automaticamente desclassificado. Contudo, o piloto poderá, sobre sua própria responsabilidade, continuar na prova até que o Diretor de Prova tome a decisão final. Se o piloto que convencer o Júri que ele atrasou por circunstancias excepcionais independentes de sua intenção, como por exemplo, um atraso causado por levar os primeiros socorros a um ferido em caso de acidente grave, uma tolerância de tempo suplementar lhe será concedido. O pretexto de haver empecilho por um outro concorrente não poderá ser aceito como uma desculpa valida.

ART.27 – PROVAS:

·         As etapas programadas não poderão ser canceladas, a não ser por força maior. Havendo cancelamento sem justificativa, o organizador da etapa será penalizado com multa de R$ 1500,00 (mil e quinhentos reais), mais despesas contratadas, ambulância, apuração, federação, troféus, etc.

·         O percurso da prova deverá possuir no máximo 05 (quatro) voltas, sendo a primeira para teste e reconhecimento, havendo anotação de tempo pelos CHs em todas as voltas, mesmo a primeira não sendo válida para a somatória de tempo para apuração;

·         Para que a pontuação da prova seja computada, o piloto deverá obrigatoriamente fazer a volta de reconhecimento e uma volta valida completa.

·